Dicas para recuperar dos excessos do Natal | Affidea Portugal

July 26, 2019

Dicas para recuperar dos excessos do Natal

Após o período de festejos, é natural sentirmo-nos mais inchados e mais pesados, devido aos excessos cometidos. Para uma recuperação saudável e eficaz, siga as dicas.

Em época festiva, somos invadidos pelo espírito de celebração, alegria e partilha de momentos com os que nos são mais queridos. Predominam os reencontros familiares e convívios sociais, geralmente, em volta de uma mesa recheada de tradição.

Na Ceia de Natal, ainda que as refeições tradicionais de carne e peixe possam estar nutricionalmente equilibradas, na hora da sobremesa, existe uma grande variedade gastronómica e de elevada densidade calórica. Entre celebrações com amigos, Natal e festa de Final do Ano, é muito fácil aumentar as calorias que ingerimos diariamente, para o dobro ou mais.

Na verdade, numa refeição natalícia, é possível ingerir as mesmas calorias recomendadas para um dia (em média, 2000 Kcal) e, num dia, três vezes mais essa recomendação (cerca de 6000 Kcal). Estas calorias a mais traduzem-se num aumento de peso, na população em geral, de entre 1 a 2,5 Kg entre estas duas semanas.
Após o período de festejos, é natural sentirmo-nos mais inchados e mais pesados, devido aos excessos cometidos. No sentido de dar tréguas ao nosso organismo, é indicado consumir refeições mais leves, de fácil digestão e que forneçam a energia necessária para repor o bem-estar do nosso corpo!

Para uma recuperação saudável e eficaz, siga algumas dicas:

–  Evite alimentos inflamatórios como o caso dos açúcares e alimentos processados. Deixe de lado produtos de pastelaria, refeições gordurosas e também pão e cereais refinados. Ao introduzir cerais na alimentação, prefira os integrais.

– Introduza vegetais em todas as suas refeições, de forma obter um bom aporte de fibra, vitaminas e minerais, essenciais para a reposição do organismo e eliminação de toxinas. Não descure da sopa, preferencialmente sem batata, e abuse nas saladas e verduras. Pode, inclusive, acrescentar legumes nos sumos de fruta e torná-los nutricionalmente mais ricos.

– Limite a ingestão de fruta a três porções diárias, no máximo. Frutas como o abacaxi, kiwi, maçã, papaia, morangos e limão, para além de serem muito ricas em água,  vitaminas e minerais, são opções que facilitam a digestão dos alimentos e desintoxicação do organismo.

– Hidrate-se! Beba muita água ao longo do dia, fora das refeições. Se não consegue beber só a água, opte por água aromatizada (limão, pepino, fruta, hortelã, canela, gengibre, etc.) ou infusões. Elimine sumos, refrigerantes ou bebidas alcoólicas.

– Escolha alimentos de baixo índice glicémico, de forma a promover uma saciedade prolongada. Dê preferência a proteínas animais de fácil digestão, como peixe e carnes brancas. São também boas opções as gorduras vegetais (gorduras boas) como o azeite, abacate, oleaginosos e sementes.

Aliado à alimentação equilibrada, é importante manter – ou introduzir – alguma atividade física na sua rotina. O exercício físico, para além de combater o sedentarismo e ajudar na gestão de peso corporal, permite também a regularização do trânsito intestinal, prevenindo, consequentemente, a obstipação, flatulência e inchaço. Em suma, promove o bem-estar físico e mental.

Fonte: British Dietetic Association